APRESENTAÇÃO

Visitando vários blogs de decoração,conheci o blog Brincando de casinha, da Mari Mello,conforme lia aquela postagem fui vendo que os meus sonhos poderiam tornar-se realidade,"a minha realidade".E resolvi fazer este blog, que ele possa tambem te ajudar a compreender que podemos decorar nossas casas simples ,com algo possível e muito amor,fazendo com que elas ,muitas vezes pequenas,como a minha, se tornem lugares bonitos e gostosos de se estar.
Que voce se torne uma seguidora deste blog.

Um grande abraço

Tina

Seguidores

VISITEM VOCES VÃO ADORAR!!

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

QUINTA-FEIRA - EFEITO VERDE

Como disse quinta-feira passada,pensaria em um novo tema para este dia. Pensei...pensei...e decidi que o nosso encontro das quintas-feiras será agora para conversarmos sobre plantas, jardins,flores etc...etc...
Então o "Efeito verde" começa hoje, espero que possamos aprender muitas coisas juntas nestes dias.
A postagem de hoje parece um pouco longa, mas vale a pena ver todinha, assim voce verá o porque que decidi por este tema.



Quando estou no jardim, esqueço os problemas”, diz a arquiteta Thea Standerski. Desde pequena, essa paulistana cultiva verdadeira adoração por plantas. Ela lembra que, ainda menina, trazia flores do sítio do avô para enfeitar a casa. Hoje, aos 55 anos, elegeu as marias-sem-vergonha e as begônias como suas prediletas. De mãe para filha veio o gosto de Rejane Nogueira pelas plantas. Orquídeas, vasos de figo e romã povoam a varanda miúda do apartamento dessa paulistana que trata de seus vasos como se fossem bichos de estimação e até conversa com suas filhinhas: “Quando estão lindas, elogio. Se perdem o viso, dou uma força”.
Poderíamos colecionar outras tantas histórias de gente que encontrou em seus pequenos jardins um jeito de conviver com a natureza e, com a ajuda dela, livrar-se do estresse. “A visão da natureza e um ar mais puro nos induz a uma espécie de meditação que pode proporcionar uma pequena ampliação de consciência e nos trazer mais equilíbrio e direção”,“afirma Fernando Cortese, psicoterapeuta do Instituto Sedes Sapientiae. Nas cidades grandes, dominadas pelo asfalto, o verde está se tornando um bem precioso. De acordo com estudos do Centro de Análise e Planejamento Ambiental (Ceapla), em Rio Claro, interior de São Paulo, bairros com menor índice de vegetação e maior densidade de construções tendem a concentrar áreas com temperaturas mais elevadas e menor umidade do ar, as chamadas ilhas de calor. O paisagista paulista Gil Fialho percebe essa influência: “O sombreamento criado pelas plantas e o aumento da umidade relativa do ar que resulta do processo de transpiração vegetal refrescam o entorno. Além disso, há o fato de a vegetação absorver parte da radiação solar”, afirma. As metrópoles estão pagando um preço muito caro por reduzirem drasticamente a presença da natureza. Inundações e poluição se devem, em grande parte, a isso. “Um mínimo de área plantada por quarteirão ajudaria na drenagem das águas” esclarece Paulina Chamorro, especializada em comunicação ambiental, de São Paulo.


Uma dose de verde e lá se vai o mau-humor. No projeto da paisagista Caterina Poli, de São Paulo, o banco convida a desfrutar os prazeres de um jardim que se encontra nos fundos da casa. Vasinhos de ervas completam o ambiente com vivacidade



Pontos de água são importantes elementos para o bem-estar e a tranquilidade. Pensando nisso, Caterina Poli criou, no meio de trepadeiras, marias-sem-vergonha e lavandas, pequenas fontes que deságuam em um tanque.


Para montar um jardim estilizado não são necessárias inúmeras plantas e vasos. No corredor de uma pequena varanda, a paisagista Paula Galbi, de São Paulo, usou esculturas de flores de cerâmica que simulam e representam as diversas formas do verde.


 
Os vasos coloridos estimulam a percepção de cores; lavandas e ervas despertam o olfato. O critério de Paula Galbi foi estipulado pelos donos, que queriam aproveitar a varanda com o mais novo membro da casa

Intrigado com a beleza e complexidade das orquídeas, Pedro Ferreira buscou saber mais sobre as lindíssimas espécies e acabou virando florista. Com apenas 19 anos e um pequeno orquidário em sua casa, divide seu tempo na manutenção e cuidado de suas plantas com seus estudos.
Desde que comecei a trabalhar com as orquídeas me sinto mais feliz, tranquilo e até saudável”, Pedro Ferreira, estudante


Moradora de um apartamento de 67 m2, Ciça Cardoso cultiva suculentas, gerânios e, sua preferida, a flor-de-cera. Como se não bastassem os canteiros, uma horta com rúcula, escarola, alface e temperos também dá o ar da graça na varanda de apenas 2 m2.



“Minha varanda é o orgulho que eu divido com quem passa na rua”, Ciça Cardoso, banqueteira



Fonte: Texto • Helena Sá/Fotos • Kiko Ferrite/Reportagem fotográfica/Henrique Morais

Espero que tenham gostado...viram só?
Não precisamos de muito espaço para cultivarmos alguma coisa, para plantarmos flores e folhagens. Precisamos sim de amor e cuidado pela nossa natureza...ela sempre agradece...

"É triste pensar que a natureza fala e que o gênero humano não a ouve." (Victor Marie Hugo)


                                               beijinhos
                          E até Quinta - feira com mais um
                               "EFEITO VERDE"


3 comentários:

  1. Bom dia amiga...
    Pois esta é com certeza uma das minhas maiores frustrações na vida!
    Venho de uma família que sempre cultivou hortas e plantas medicinais, mas por alguma razão ainda desconhecida pra mim, simplesmente, as plantas não tem viço e beleza que costuma ter em outras mãos, por isso escolhi pinta-las em ver de cultivar.
    Admiro imensamente jardins lindos e floridos e seus jardineiros.
    Beijos, tenha um dia florido!
    Lenita

    ResponderExcluir
  2. oi Tina

    Adorei ,amo saber mais sobre plantas!!!
    prossiga com a ideia que vai ser um suceso amiga...bjus

    ResponderExcluir
  3. Adorei, que imagens lindas. Eu também gosto muito de plantas. Na casa nova(velha) vou ter muitas delas ao meu lado.

    Beijos

    Márcia

    ResponderExcluir

SEUS COMENTÁRIOS ME FAZEM FELIZ